Janaina & Anderson


10/02/2011


Ahá Uhú, a igreja é nossa...

Que fofa nossa igreja!

Estou me sentindo dona, né? Bom... mas, pelo menos por uma noite ela será só minha, nossa...

Pois é, faltando quase cinco meses para o casório, ainda não apareceu nenhum outro casal que marcou a data para o mesmo dia. Lá na igreja eles acham difícil que apareça alguém faltando assim, pouco tempo. Uma pessoa da Santos Decorações já entrou até em contato comigo, pois, também acredita que não irá aparecer outra noiva. Acredita que tanto a moça da igreja, quanto a da decoração chegaram a sugerir que eu trocasse a data do casamento para não ter que arcar com o custo da decoração sozinha?

Para tudo! Como assim? Trocar a data faltando 5 meses? Hahahaha... esse povo é doido! Não sabe o trabalho que dá para organizar um casamento? Não sabe que todas as decisões giram em torno da data escolhida? Acham que é simples sair ligando para tudo quanto é fornecedor desmarcando? Aham... todos eles trabalham exclusivamente para mim, né? Tá fácil... rs.

Mas, enfim... ahá uhú a Santa Teresinha é exclusivamente nossa no dia 16 de julho!!! Pelo menos, por enquanto...

Sabe que no começo fiquei meio assim né? Poxa... tanta gente casa e justo no meu dia nem uma pessoinha quer casar para dividir o valor da decoração... mas, depois fiquei pensando que isso tem suas vantagens:

- a decoração será do nosso jeito, sem que seja preciso consultar ninguém ou abrir mão de uma coisa alí e outra aqui para que se chegue a um consenso com outros casais - já ouvi cada história que nessas horas rola cada confusão;

- não corre o risco da decoração estar desajeitada porque já teve outros casamentos (aprendi que por isso, é sempre bom escolher no máximo o segundo horário, para não entrar com as flores capengando...)

- escolher o melhor horário dentre os oferecidos (no nosso caso, isso já foi definido quando marcamos a data);

- não ter problemas com atrasos;

- ter tranquilidade para os convidados estacionarem os carros;

Em tempos, se não aparecer ninguém em cima da hora é isso aí. E acho que a única desvantagem mesmo, é termos que arcar com o valor da decoração sozinhos, massss... dentre tanta coisa que já pagamos e estamos pagando, é só mais uma, e não vamos decretar falência por isso, né?

PS: Gostaria de agradecer a todo mundo que deu uma força na história do acidente com o pessoal lá de casa. Está tudo aos poucos se ajeitando. Minha madrasta já está em casa, a recuperação é longa, mas com fé em Deus tudo dará certo.

PS 2: Uma noivinha Fabiana me deixou recado querendo trocar idéias, mas o comentário está sem e-mail/blog, por isso, não consegui entrar em contato. Querida... se vc entrar aqui, deixe o e-mail para nos falarmos.

Beijos Beijo

Escrito por Jana às 10h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/02/2011


Padrinhos e Madrinhas

Para muitos definir quem serão os padrinhos de casamento é uma decisão difícil... pois, ou se tem muitas pessoas para escolher ou não tem pessoas certas. Antes de tudo, acredito que primeiro tem que se definir quantas pessoas deve-se chamar. Para isso é preciso primeiro ver com a igreja quantos casais cabem no altar, pois, muitas possuem restrições - para quem vai casar em buffet é mais tranquilo, mas também não é legal exagerar na quantidade.

Chamar os padrinhos pode ser sim uma tarefa difícil, isso porque já escutei casos de pessoas que recusam o convite, sem ao menos se importar com o significado deste papel. Acredito que muitos recusam porque ser padrinho está ligado a presentes caros, porém não é (pelo menos, para os noivos aqui, não). Por isso, é bom deixar claro que se convida pelo significado que a pessoa tem em sua vida e não por coisas materiais.

Ganhar presente é bom? É! Mas ter a consideração das pessoas e principalmente ter elas bem pertinho dando força e apoio neste momento tão especial é muito melhor e não tem dinheiro que compre... já os presentes, com o tempo se conquista.

Convidar a pessoa para ser seu padrinho, é querer ter essa pessoa por perto, é querer depois compartilhar a vida de casados, é querer ter socorro quando precisar, é querer uma opinião, conselhos, amigos! Os padrinhos são os guardiões do casal!

Quanto a escolha de nossos padrinhos não foi uma decisão muito difícil. A igreja em que vamos casar permite quatro casais de cada lado. E eu queria ter meus irmãos por perto neste momento, e como lá em casa somos em cinco... Do meu lado ficou: Thamyres e Junior (irmãos), Carol e Alex (cunhada e irmão), Madalena e Tio Careca (Madrasta e tio), Ana e Felipe (Amiga de mais de 10 anos e amigo do noivo).

Do lado do noivo foi escolhido: Vó e Luciano (Vó, rs e primo), Cinilda e Dorival (Tios do noivo), Gaby e Junior (Amigos - que seremos padrinhos também do casório deles em maio), Luana e Jonathan (Amigos).

Eita! Que só de pensar em todo mundo, fico imaginando eles lindões lá no altar junto com a gente, sendo testemunha de um dos dias mais importantes de nossas vidas. Quanta emoção...

E vocês... como foi ou está sendo a escolha dos padrinhos?

Escrito por Jana às 11h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico