Janaina & Anderson


30/03/2011


 

Agora estou aqui:

http://quandoseamacasa.blogspot.com

Espero sua visita!!!

 

Escrito por Jana às 14h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/03/2011


Estamos em obras!

A pouco mais de 3 meses do casamento nosso apartamento finalmente foi entregue (com atraso de quase 5 meses), é... estamos em obras!

O fim de semana foi uma correria só! No sábado logo cedo nos encontramos com o pedreiro para pegar a lista de materias para comprar. Jesus! Quase tive um treco... mtaaaaaaaaa coisa! Dps resolvemos outros itens casamentícios (bolo cenográfico, suporte para carregar alianças e levamos dois padrinhos na loja da roupa deles).

Chegamos podrinhos em casa, e domingo... nada de descanso. Bora pro Telha Norte fazer as compras! Nós pesquisamos alguns finais de semana atrás, e lá era o local que mais saia em conta, ainda assim, foi uma bica mto grande... nunca imaginei que as coisas custassem tanto assim, rs... foram 5 folhas de pedido! Piso, tinta, vaso sanitário, cuba, azulejo, torneiras e um monte de coisa que nem sabia que existia, hehehehe... mas, foi bom escolher pensando em como tudo vai ficar com a nossa carinha.

Nós acabamos trocando nosso apartamento, pegamos um na planta... ele vem peladinho né? Só piso nas áreas frias (cozinha, lavanderia e banheiro), o resto é por nossa conta. A cozinha e a lavanderia, nem vamos mexer... mas, o banheiro... não dava para ficar com o que veio, muitoooo feio. Vamos trocar tudo! E uma parede vai pro chão também, porque queremos fazer cozinha americana.

Pois é, uma nova saga em nossas vidas. O gesseiro começou ontem. Noivo me ligou de manhã avisando que foi lá e já tem coisa pronta. Aiiiiii, quero ver... pensa em mais uma coisa para essa noiva doida de ansiedade. Agora é nosso cantinho que vai demandar bastante energia, e apesar de todo o trabalho que já está dando, eu fico feliz em poder passar por tudo isso, porque é nosso e queremos que fique do jeitinho que sempre sonhamos.

Vou dividindo com vocês as novidades, será que aguentam?

Escrito por Jana às 10h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/03/2011


Yes, nós temos onde comemorar!!!

Recebi um comentário de uma noivinha pedindo dicas sobre buffets porque não achou nada no blog.... aí me dei conta que ainda não falei mesmo sobre o primeiro item que fechamos, o local da comemoração e comilança!

Sim, fechamos primeiro que a igreja, pois, sabiamos que o mês de julho não era concorrido. Então nossa procura começou no comecinho do ano passado, e para falar a verdade não foi difícil encontrar o lugar ideal, isso porque eu já tinha na cabeça alguns itens prioritários, um deles era o local, queríamos algo na zona norte mesmo, onde a maioria dos convidados moram e onde seria a cerimônia.

Visitamos 5 espaços: Star Class, Buffet Giovanna, Adelina, Capricho e Espaço Cantareira Buffet (todos na Av. Nova Cantareira). No fim das visitas ficamos entre o Giovanna e o Espaço Cantareira. Embora o primeiro tivesse um valor mais atrativo, os nossos corações batiam mais forte pelo segundo... e foi no dia da degustação quando um olhou para o outro, que tivemos a certeza de que o melhor lugar para a festa que tanto sonhávamos seria o Espaço Cantareira. Fechamos! De lá para cá, já fomos várias vezes, seja para outras degustações, seja para conversar com fornecedores e sempre saímos com um ar de que aquele lugar tem tudo para nos proporcionar uma noite memorável. Pessoas simpáticas, ótimo atendimento e uma comida, hummmm... simplesmente, ma-ra-vi-lho-sa! E a limonada suiça de lá? Sem palavras!

Um dos espaços que visitamos só fazia a degustação depois de fechado. Como assimmmm? Isso não existe! Nunca fechem um buffet sem degustar a comida antes. Um outro que chegamos a fazer a degustação, nos decepcionou muito. No nosso caso o salão tem seu próprio serviço de buffet, o que achei ótimo, quanto menos fornecedores para controlar, melhor. Cheguei a cotar alugar um espaço e o serviço de buffet separado, mas vi que não seria tão compensador e poderia gerar dores de cabeça extra!

Quem nos pergunta onde será a festa, é só elogios ao lugar. E isso faz com que fiquemos cada vez mas felizes com a nossa escolha, e com ainda mais vontade de que nosso dia chegue logo. Vcs não tem noção da nossa felicidade em pode ter e oferecer uma festa em um lugar tão bacana assim.

Bom, agora vamos para as dicas? Eu fiz um listinha com tudo o que eu achava interessante observar nos buffets, levava e ia dando ok nos itens ou fazendo anotações, é ótimo para não esquecer de nada.

- Antecedência. Quanto antes você começar a pesquisar este item, melhor. Assim vc tem tempo de visitar quantos forem preciso, até achar aquele que sinta que é o LUGAR!

- A primeira coisa que eu disse, localização. Tem que ser um lugar seguro e de fácil acesso para os convidados, quanto mais próximo da cerimônia, melhor. Nós nem fomos visitar lugares distantes.

- Lugar para estacionar os carros. É um cuidado legal com os convidados. Se tiver manobrista melhor ainda.

- Gerador. Já fiz um post sobre isso. É item pra lá de importante. Já pensou acabar a luz no meio da festa? Cruzes! Bate na madeira... toc, toc, toc...

- Banheiros. Tem que ser limpo, espaçoso e possuir uma faxineira durante a festa para manutenção. Já fui em casamento que vc tinha que andar nas pontas dos pés dentro do banheiro de tão nojento que ficava. Urgh!

- Espaço para crianças. Não é item obrigatório, mas ajuda muitooooo! Eles precisam de distrair para não ficar mexendo na mesa de doces, kkkkkk... e é bom para os pais que conseguem aproveitar melhor a festa. No Cantareira, tem um espaço com brinquedos, fliperama e até vídeo game (vou ter que ficar de olho no noivo lá... rs).

- Capacidade. Se você vai ter 100 convidados, um lugar menor e aconchegante. Se você vai ter 400 um lugar espaçoso para que todos fiquem confortáveis, lugar apertado é trash.

- Estado Geral. É verdade que de noite todos os gatos são pardos, mas você precisa se atentar aos detalhes. Se o casamento for durante o dia, cuidado dobrado. Paredes, chão, móveis, louça, toalhas...

- Tempo de duração da festa. A maioria dos buffets determinam um horário para festa que varia de 4h a 6h, fique atento e determine qual a melhor forma de lidar com isso. Já pensou, a festa bombando e de repente as luzes acendem mandando o povo embora? Não rola... mais um item que contou pontos no Cantareira, não tem tempo limite. Entãooooo, tá proibido sair cedo da pista!

- Layout. Jantar? Coquetel? Precisa saber se o espaço é adequado para ambos os estilos. Tem muito salão que fica ótimo quando é coquetel, mas, quando vira jantar fica super apertado.

- Cardápio. Opções que se adequem ao estilo de vocês e dos seus convidados. Ah! E assim como o sabor a apresentação dos comes é muito importante.

- Som. É o que comanda a festa, então, verifique se após um horário é preciso baixar o volume, espaços localizados em bairros residenciais sofrem mais com isso.

- Quantos garçons? Manobristas? Faxineiras? Segurança? Alguém para dar apoio? É necessário ter funcionários suficientes para que o atendimento seja bacana.

- Taxa de rolha. Acredito que hoje a minoria cobre, mas, é bom perguntar. Que é para o caso da bebida alcoólica levada pelos noivos.

- Visitar o espaço em dia de festa. Às vezes o que se vende, não é o que se entrega... vá em uma festa no local escolhido, eu fui, claro... não fiquei no meio dos convidados dos noivos, mas, pude observar tudo e ainda comer o que estava sendo servido.

- Pista de dança. Precisa comportar um número legal de convidados e não ser muito próxima para que os convidados de idade possam ficar mais tranquilos. No Cantareira, apesar de ficar no meio do salão, existe lugares mais afastados para quem preferir bater papo.

- Se sua festa for em local aberto, verifique se o espaço tem um plano B em caso de chuva ou frio.

- Converse, peça indicações... é muito melhor fechar, por exemplo com um lugar que se tem ótimas referências, do que com um outro que ninguém nunca ouviu falar.

- Confira o que diz o contrato, existem cláusulas muito importantes.

Se você for perfeccionista, como eu sou, vai se concentrar em pequenas coisinhas absolutamente sem importância, como, por exemplo, um risco de caneta bic em um puff branco. Mas, não precisa ser assim, rs. Tente se concentrar em coisas maiores que realmente possam ser um problema, tipo, cadeiras de plástico que são mais frágeis e por isso mais perigosas, as que não são de plástico ver o estado do estofado, se há rasgos e se as mesas estão em bom estado. Note também o estado do ar condicionado ou ventiladores, enfim...

Acho que o post ficou para lá de grande, né? É que se trata de um assunto muito importante, em que todo cuidado é pouco. Espero ter ajudado, e se alguém tiver mais ficar, é só deixar nos comentários.

Escrito por Jana às 10h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/03/2011


Minhas damas!

Não terei daminha de honra no meu casamento! Combinaria comigo, porque quem me conhece sabe o quanto amo crianças, mas, não terei, porque atualmente não tem nenhuma especial nas nossas vidas. Eu acho que a criança tem que ser muito próxima de você neste caso. E também para quem me conhece sabe o quanto gosto de coisas diferentes, então, embora ache lindo e me encante com elas em casamentos alheios, para o meu eu vou dispensar aquele ooohhhhhh quando entra a daminha, para dar a honra à três amigas e a uma das minhas irmãs de serem minhas damas.

Engraçado que quando falo que não vou ter dama criança, e sim damas adultas, muita gente me olha com uma cara, e eu entendo, afinal, aqui no Brasil não existe ainda esse hábito, AINDA está fora dos costumes (assim, como muitas coisas que me inspiram para o meu casamento). Nos EUA isso é muito popular, são as bridesmaid ou demoiselles. A tradição de convidar as melhores amigas para serem damas de honra vem da idade média. Naquela época, as amigas se vestiam de forma parecida a noiva, e entravam antes, para assim confundirem os espíritos do mal e da inveja. Elas eram uma forma de proteção de que nenhuma energia negativa chegaria na noiva.

É claro que não foi por este motivo que escolhi as minhas, até porque, elas não vão estar em nada parecidas comigo! Eu as escolhi por serem especiais, e porque gostaria muito que elas tivessem uma participação mais que especial no meu grande dia!

Existem ainda pessoas que me perguntam, qual a função delas? Função? Ai jesus! Elas não fazem parte de nenhum item casamentício que tive que cotar para ver se compensava ter ou não. Elas fazem parte da minha vida, da minha história... não as chamei para que elas fiquem me fazendo favores (embora eu já tenha pedido um, rs), eu as convidei porque quero simplesmente que estejam ao meu lado no dia mais importante da minha vida! E quando me perguntam se elas aceitaram numa boa... simmmm, aceitaram o convite sim, e com muita alegria!!!

Elas até já alugaram seus vestidos. Foi muito especial poder ver as três juntinhas empolgadas. Digo três, porque das quatro, três entram juntas antes, e acharam que seria legal que o vestido fosse do mesmo modelo. E a outra, que é minha irmã, entra sozinha, porque vai levar as alianças... aí o vestido será da mesma cor, lilás, mas, não o mesmo modelo. Elas ficaram lindas! Eu tirei uma foto para colocar junto com este post, mas, infelizmente, não sei porque não consigo baixar do meu celular. E a única coisa que sinto pena, é por não poder vê-las entrando (isso vai ficar para o vídeo), já que elas entram antes de mim, exceto a minha irmã, nessa hora já estarei vendo de "camarote", rs.

Então, para responder a todos que me perguntam sobre a "função" delas, aí vai a resposta: eu faço e elas fazem questão de estarem comigo no dia em que começarei a trilhar uma nova e tão importante etapa da minha vida e isso quer dizer, que mesmo depois de casada elas continuarão a fazer parte dela.

Meninas, amo vocês! Muito obrigada.

Escrito por Jana às 17h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/03/2011


4 meses!!!

Ai ai... 4 meses! Tá chegando, né?! Pense em uma noiva ansiosa! Aliás, acho que toda noiva é ansiosa, né?!

Não tem como não ser! É tanta coisa na cabeça da gente... deveriamos até ter um mês de férias extra. Quem apoia?

Os últimos finais de semana tem sido correria total, ainda tem muitos detalhes para serem resolvidos... mas, eu não posso reclamar, eu adoro esse corre, corre, é muito bom ver um sonho sendo construido.

Eu achei um texto que gostaria de compartilhar com vocês, ele fala um pouco de como é a vida de casado, coincidentemente, tenho conversado bastante com uma noivinha da Santa Teresinha, a Mari do blog http://marinoivaferraz.blogspot.com e ela estava comentando do medo da convivência do dia a dia do casamento, então, achei o texto propício.

A vida a dois

Dividir o mesmo teto... dividir as despesas...

Dividir o último pedacinho na barra de chocolate...

Dividir os problemas, as vitórias, os sonhos... a vida.

Ser casado é aprender a dividir.

É saber que nunca mais será só você.

Saber que tem alguém com quem se pode contar.

E entender que tem alguém que sempre vai precisar de você.

O que antes era emoção, muitas vezes vira rotina...

Não, rotina não é algo sempre ruim.

A doce rotina de estar junto... é uma alegria.

Ter a certeza que é fato imutável a presença do outro ao seu lado, é uma das certezas mais gostosas da vida.

Ser casado é brigar e não conseguir ficar brigado por mais de cinco minutinhos... porque o outro está ali, logo ali, do lado,

e mesmo se ele estiver errado, você se lembra que ele é quem você escolheu.

Ele é quem você sonhou para ser seu, e agora é sonho realizado.

Ser casado é pensar no plural, e não mais no singular.

Ser parte de alguém e ter alguém como parte de você.

É perceber que os dias passam muito rápido, desde que você o tenha todos os dias ao seu lado,

mas, ao mesmo tempo os poucos meses de casado, já parecem anos...

A impressão que dá é de nem se lembrar como era sua vida antes dessa história começar.

Enfim, depois de tanta divisão, tanta rotina...

Você descobre que um só dia longe parece tão doloroso, tão eterno, infinito...

E quando esses dias acontecem, você tem mais certeza do que nunca,

que Deus não te colocou no mundo para viver a vida sozinha,

mas, ao lado dele, para todo o sempre.

Escrito por Jana às 09h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

09/03/2011


Lua de Mel? Fechado!

Faltando um pouco mais de 4 meses, fechamos nossa lua de mel. Foi uma assunto bem complicado, já que vamos casar em época de férias, tudo é muito caro. Mas, acabamos por escolher um destino que os dois gostariam de conhecer e que cabia em nosso bolso que anda para lá de apertado... Buenos Aires. Fechamos um pacote pela CVC de 5 dias. Estamos bem animados, compramos guias para ajudar na escolha dos passeios e ando pesquisando bastante coisa na internet que tem me deixado feliz pela escolha que fizemos. Será época de frio... ai que chato, vou ter que tomar muito vinho para esquentar... e que venham as comprinhas, hehehe...

Um pouco sobre Buenos Aires: Clima agradável, cultura forte, gastronomia saborosa, arquitetura elegante, ruas estreitas e intimistas e uma avenida larga e futurista. Essas são algumas das várias características da mágica Buenos Aires. A capital argentina exibe um charme próprio, seduzindo seus visitantes com uma infinidade de atrativos e com seus dois lados, ora antiga, ora futurista; ora apaixonada, ora melancólica; porém sempre cativante. Avaliando tudo isso, temos de admitir que nossos vizinhos 'hermanos' possuem uma capital apaixonante, considerada uma das cidades mais sedutoras da América Latina!

 

A primeira de muitas viagens depois de casados!

Escrito por Jana às 12h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/03/2011


Topo de Bolo? Fechado!

Pode não ser mais novidade, mas, a gente sempre quis ter os nossos bonequinhos para colocar no topo do bolo, e sendo assim, fomos atrás de achar um fornecedor bacana para cumprir esta tarefa. A noiva para variar fez mil e uma pesquisas, até que uma madrinha fez uma indicação, ela viu, gostou, partilhou com o noivo... e fecharam.

A escolhida foi: http://www.elo7.com.br/lorenbiscuit não podemos ainda indicar com firmeza, pois, só iremos receber o nosso casal mais perto do casório - mas, fica como dica.

A noiva já sabe exatamente como quer sua noivinha. E o noivo estava em uma dúvida cruel... mas, acho que agora já se decidiu!

Existem vários tipos de estilos... os infantis, os reais, os em caricatura, os em madeira, os em vidro e mais um tanto que se pesquisarem vão encontrar. Nós optamos pelos noivinhos reais, ou seja, queremos mesmo que pareçam com a gente.

Os noivinhos seguem detalhes dos trajes usados no big day, penteado e acessórios que tenham a ver com os noivos. Aí, neste fim de semana fomos na loja que o noivo alugou a roupa para tirar fotos. Lembrei o quanto ele vai ficar lindo no dia... ai ai...

E falando no noivo... domingo fez 8 anos que demos nosso primeiro beijo! Foi especial e não oficial, já que não foi a partir deste dia que ficamos juntos pra valer. Nós ficávamos de vez em quando na facu. Mas, realmente foi especial... e se me perguntarem como foi, ainda hoje sei descrever a cena... aliás, vou compartilhar com vocês, porque chega a ser engraçada. E aí que eu falo, esse tipo de coisa só acontece comigo, rsrsrs...

Fomos em um boliche com alguns amigos da faculdade (estavámos no primeiro semestre de jornalismo, estudamos juntos) e no meio do caminho eis que o noivinho me abraça... ok, ok... achei estranho, mas ele era bonitinho, então deixei, hahaha... na primeira jogada o espertinho me pergunta: "se eu derrubar um, você me dá um beijo?" acho que ele já previa o quanto era ruim... jogou e pasmem, não derrubou NENHUM! Hahahaha... direto para a canaleta! Posso com isso? Aí lá vem ele com cara de cachorro abandonado pedindo um beijinho mesmo assim, de consolação... e eu, sensível que sou, para não deixa-lo ainda mais tristinho, fiz o sacrifício... hahahahahaha...

E foi assim que começou! Brincadeirinhas à parte, foi assim mesmo... só não a parte do sacrifício, é claro!

Escrito por Jana às 17h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24/02/2011


Trocar ou não de vestido durante a festa?

Essa pergunta é uma daquelas de opinião própria, pois, neste caso não existe certo e errado.

Eu, particularmente acho que se esperamos tanto tempo para casar com um lindo vestido longo de noiva, aquele dos nosso sonhos, para que trocarmos na festa por um menos glamuroso? Porque sim, não há nada mais espetacular que um vestido de noiva, e esta é a única oportunidade que se tem para usar um "de verdade". Eu, pelo menos que quero casamento eterno, penso assim.

E cá para nós, mesmo que haja outro, o primeiro é sempre o primeiro, ever! Vestido branco curto você usa na passagem de ano... esse negócio de ficar trocando de vestido é coisa para festa de 15 anos (na minha opinião heinnn...).

Mas, pode ser que tenha algumas noivas que façam questão, então, neste caso o ideal é que seja aqueles vestidos que possam ser removidos a parte debaixo depois, ou um que siga a mesma linha do vestido da cerimônia. O que não pode acontecer é depois de uma linda imagem que seus convidados tiveram, a noiva aparecer toda livre, leve e solta (leia-se com um vestido que não combine com a ocasião) para curtir a festa. Elegância, acima de tudo, please!

Eu não vou fazer esta troca. Meu vestido escolhido com tanto carinho e amor me acompanhará a festa inteira. E por isso, tive a preocupação de ser um modelo que não ficasse me incomodando ou me transmitesse insegurança. Existem lindos vestidos, longos e cheios de detalhes, que permanecem confortáveis a noite inteira, e o meu será um deles, amém!

PS: Desculpem a sumida básica, estava viajando a trabalho!

Escrito por Jana às 11h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/02/2011


5 meses

5 meses. 150 dias... e sabe o que estou começando a sentir? Uma tristezinha estranha lá no fundo... tanta coisa já passou, se resolveu e acabou que está batendo uma saudadizinha.

Apesar de ainda ter zilhões de coisas para fazer, quanto mais perto chega, menos tarefas eu tenho e mais orfã eu vou me sentindo, risos... será que alguém me entende?

Por um lado eu fico assim, já por outro, fico muito muito feliz que esteja dando tudo certo, que as coisas estão saindo do jeito que eu sempre quis e sonhei. Aliás, muitas vezes melhor do que eu queria que fosse! Estou super, hiper, mega, ultra, blaster empolgada, animada, ansiosa e cada dia mais apaixonada.

Quero que o nosso dia chegue logo. Quero ver meus amigos comemorando com a gente, morrer de dançar, pular, gritar, descabelar, chorar, rir muitooooo, descer até o chão, tirar mil fotos... comemorar o dia que eu tanto esperei e sonhei até o sol nascer...

Quem topa?

Escrito por Jana às 22h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/02/2011


Algo Novo, Velho, Emprestado e Azul

Something old, something new, something borrowed, something blue.

Vocês já ouviram essa expressão?

Essa é uma das tradições do século XIX, mais comum entre as noivas dos Estados Unidos, e que muitas noivas brasileiras também aderiram, tornando-se, mais uma entre tantas crendices que cercam o casamento.

A Tradição diz que toda noiva, no dia do seu big day deve usar algo novo, velho, emprestado e azul para conseguir felicidade. E como toda e qualquer simpatia tem explicação, aí vai...

Algo Velho: Simboliza a transição da vida da noiva, antes solteira, para agora, uma mulher casada. Também representa o vínculo da noiva com a família, tradicionalmente, a noiva usava um item que pertencia a alguma parente próxima, principalmente, mãe e avó.

Algo Novo: Representa os desejos de boa sorte, felicidade, prosperidade e sucesso para a nova vida de casada. Segundo os crédulos, assegura que a noiva e seu futuro marido construirão um laço duradouro.

Algo Emprestado: Simboliza um "repasse" de bons fluidos, e que os amigos e familiares da noiva estarão presentes para ajuda-la em caso de necessidade. Diz que o ideal é algo emprestado de uma mulher que seja feliz e tenha um casamento duradouro.

Algo Azul: Essa cor simboliza a fidelidade, lealdade e a pureza no amor.

O que muitos não sabem, é que essa expressão/tradição termina com... and a silver sixpence on her shoe... ou seja, uma moeda prata no sapato. Que sabe-se lá o significado (não faltar $$ ??) e porque caiu em desuso!

E então, vocês vão colocar em prática essa tradição?

PS: Minha madrinha do RJ esteve em SP com a gente no sábado/domingo. Ela conheceu seu par de altar, saímos e foi muito legal poder matar as saudades. Aninhaaaaaaa, vem sempre?

Escrito por Jana às 11h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

10/02/2011


Ahá Uhú, a igreja é nossa...

Que fofa nossa igreja!

Estou me sentindo dona, né? Bom... mas, pelo menos por uma noite ela será só minha, nossa...

Pois é, faltando quase cinco meses para o casório, ainda não apareceu nenhum outro casal que marcou a data para o mesmo dia. Lá na igreja eles acham difícil que apareça alguém faltando assim, pouco tempo. Uma pessoa da Santos Decorações já entrou até em contato comigo, pois, também acredita que não irá aparecer outra noiva. Acredita que tanto a moça da igreja, quanto a da decoração chegaram a sugerir que eu trocasse a data do casamento para não ter que arcar com o custo da decoração sozinha?

Para tudo! Como assim? Trocar a data faltando 5 meses? Hahahaha... esse povo é doido! Não sabe o trabalho que dá para organizar um casamento? Não sabe que todas as decisões giram em torno da data escolhida? Acham que é simples sair ligando para tudo quanto é fornecedor desmarcando? Aham... todos eles trabalham exclusivamente para mim, né? Tá fácil... rs.

Mas, enfim... ahá uhú a Santa Teresinha é exclusivamente nossa no dia 16 de julho!!! Pelo menos, por enquanto...

Sabe que no começo fiquei meio assim né? Poxa... tanta gente casa e justo no meu dia nem uma pessoinha quer casar para dividir o valor da decoração... mas, depois fiquei pensando que isso tem suas vantagens:

- a decoração será do nosso jeito, sem que seja preciso consultar ninguém ou abrir mão de uma coisa alí e outra aqui para que se chegue a um consenso com outros casais - já ouvi cada história que nessas horas rola cada confusão;

- não corre o risco da decoração estar desajeitada porque já teve outros casamentos (aprendi que por isso, é sempre bom escolher no máximo o segundo horário, para não entrar com as flores capengando...)

- escolher o melhor horário dentre os oferecidos (no nosso caso, isso já foi definido quando marcamos a data);

- não ter problemas com atrasos;

- ter tranquilidade para os convidados estacionarem os carros;

Em tempos, se não aparecer ninguém em cima da hora é isso aí. E acho que a única desvantagem mesmo, é termos que arcar com o valor da decoração sozinhos, massss... dentre tanta coisa que já pagamos e estamos pagando, é só mais uma, e não vamos decretar falência por isso, né?

PS: Gostaria de agradecer a todo mundo que deu uma força na história do acidente com o pessoal lá de casa. Está tudo aos poucos se ajeitando. Minha madrasta já está em casa, a recuperação é longa, mas com fé em Deus tudo dará certo.

PS 2: Uma noivinha Fabiana me deixou recado querendo trocar idéias, mas o comentário está sem e-mail/blog, por isso, não consegui entrar em contato. Querida... se vc entrar aqui, deixe o e-mail para nos falarmos.

Beijos Beijo

Escrito por Jana às 10h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/02/2011


Padrinhos e Madrinhas

Para muitos definir quem serão os padrinhos de casamento é uma decisão difícil... pois, ou se tem muitas pessoas para escolher ou não tem pessoas certas. Antes de tudo, acredito que primeiro tem que se definir quantas pessoas deve-se chamar. Para isso é preciso primeiro ver com a igreja quantos casais cabem no altar, pois, muitas possuem restrições - para quem vai casar em buffet é mais tranquilo, mas também não é legal exagerar na quantidade.

Chamar os padrinhos pode ser sim uma tarefa difícil, isso porque já escutei casos de pessoas que recusam o convite, sem ao menos se importar com o significado deste papel. Acredito que muitos recusam porque ser padrinho está ligado a presentes caros, porém não é (pelo menos, para os noivos aqui, não). Por isso, é bom deixar claro que se convida pelo significado que a pessoa tem em sua vida e não por coisas materiais.

Ganhar presente é bom? É! Mas ter a consideração das pessoas e principalmente ter elas bem pertinho dando força e apoio neste momento tão especial é muito melhor e não tem dinheiro que compre... já os presentes, com o tempo se conquista.

Convidar a pessoa para ser seu padrinho, é querer ter essa pessoa por perto, é querer depois compartilhar a vida de casados, é querer ter socorro quando precisar, é querer uma opinião, conselhos, amigos! Os padrinhos são os guardiões do casal!

Quanto a escolha de nossos padrinhos não foi uma decisão muito difícil. A igreja em que vamos casar permite quatro casais de cada lado. E eu queria ter meus irmãos por perto neste momento, e como lá em casa somos em cinco... Do meu lado ficou: Thamyres e Junior (irmãos), Carol e Alex (cunhada e irmão), Madalena e Tio Careca (Madrasta e tio), Ana e Felipe (Amiga de mais de 10 anos e amigo do noivo).

Do lado do noivo foi escolhido: Vó e Luciano (Vó, rs e primo), Cinilda e Dorival (Tios do noivo), Gaby e Junior (Amigos - que seremos padrinhos também do casório deles em maio), Luana e Jonathan (Amigos).

Eita! Que só de pensar em todo mundo, fico imaginando eles lindões lá no altar junto com a gente, sendo testemunha de um dos dias mais importantes de nossas vidas. Quanta emoção...

E vocês... como foi ou está sendo a escolha dos padrinhos?

Escrito por Jana às 11h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/02/2011


Fica a dica!

Pode parecer bobagem o que vou dizer, mas, parei para analisar e vi que realmente faz diferença...

Sabe aquela marquinha de biquíni? Então, ela não fica legal para uma noiva, por isso, se você está de casamento marcado é hora de tentar se livrar dela.

Isso não significa é claro, que só porque você vai casar não poderá mais tomar sol. Porém, é bom se preocupar com o modelo do vestido x biquíni.

Reparem na foto acima. Viu como fica estranho? De repente o modelo que era tomara-que-caia ganhou “alças” por causa da marquinha... neste caso, ela deveria ter optado por tomar sol com um tomara-que-caia também.

E se o seu vestido for ter um belo decote nas costas? Não vai ser legal ter aquela faixa branca atrás... são pequenos detalhes que nas fotos com certeza você irá notar, e aí colega... ou você adota o photoshop ou fica assim...

Escrito por Jana às 10h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

31/01/2011


Convites? Fechado!

O convite é a primeira impressão que os convidados terão do casamento e do estilo da festa!

Embora a decisão de escolher os convites pareça simples, quando este momento se aproxima surgem algumas dúvidas, isso porque são vários detalhes: cor, texto, tipo de letra, tamanho, formato, caligrafia ou tags, entre outros...

Nós fechamos o convite na semana passada. Depois de muita pesquisa da noiva e alguns orçamentos recebidos, optamos por conhecer dois fornecedores que achamos ter mais o nosso estilo e estarem dentro do nosso orçamento: Entrepaper (www.entrepaper.com.br) e Papel & Estilo (www.papeleestilo.com.br).

No mesmo dia visitamos os dois. Na Entrepaper falamos com a Fabiana, é um escritório e eles atendem com hora marcada. Já a Papel & Estilo é uma loja, falamos com a Paloma, por eles não atenderem com hora marcada, ficamos quase uma hora esperando atendimento, é o tempo todo casais chegando.

Como a noiva já tinha em mente mais ou menos o que queria, e o noivo concordava, não foi difícil, e acabamos optando pela Entrepaper. Achamos o atendimento mais personalizado, e gostamos mais do estilo deles. O que difere o preço é o estilo de papel e os outros detalhes aqui comentados, como fizemos orçamentos bem parecidos, a diferença foi pouca, mas é sempre bem-vinda.

Agora estamos na fase de confecção do contrato e enviando material para que eles entendam bem nosso estilo. A noiva já está ansiosa para as provas físicas e mais ainda para que eles cheguem logo, né?

Para quem possa interessar, aqui vai algumas dicas:

1. A escolha do convite deve ser feita com 4 meses de antecedência do casamento. Tenha em conta que todo o processo leva em média 40 dias e que 2 meses antes você precisa começar a distribuir.

2. Os convites devem estar de acordo com o estilo do casamento. Por isso, se o casamento é formal, não cabe no convite aqueles desenhos de noivinhos, e se for informal, não vem a propósito convites clássicos.

3. Mesmo que digam que o convite é jogado fora e por isso não vale à pena grandes investimentos - o papel e a qualidade da impressão devem estar à altura da imagem que querem transmitir aos seus convidados. Por isso, ao mínimo erro nas provas de impressão, não hesite em pedir que corrijam todas as vezes que forem necessárias.

4. Convém que os noivos aprovem os convites e que estes sejam o reflexo da personalidade do casal. Mesmo que peçam conselhos, a decisão final deve ser dos noivos.

5. Consultem quantas lojas julgarem necessárias. Fechem apenas quando tiveram a certeza que escolheram a melhor opção em qualidade x preço.

6. Faça 10% a mais de convites. Geralmente as empresas trabalham com "cento", e depois acaba ficando muito mais caro fazer um pedido avulso.

7. Dizem que colocar papelzinho informado sobre a lista de casamento não é legal, e que o ideal é esperar as pessoas perguntarem em que loja a lista se encontra. Acho que neste caso vai de cada um, já que é difícil prever se as pessoas vão perguntar mesmo ou não.

8. Os convites devem ser entregues em mãos. Exceto quando os convidados moram em outra cidade, neste caso o envio pode ser via correio, colocando o convite dentro de um outro envelope para que chegue em boas condições.

9. Algumas empresas oferecem pacotes interessantes com convites, tags, menu, cartão de agradecimento... vale à pena conferir se houver interesse.

10. Não esqueça de colocar todos os detalhes em contrato: prazo de entrega, forma de pagamento, cor, papel, formato, tamanho...

Espero que essas dicas ajudem!

Escrito por Jana às 11h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/01/2011


Imaginando...

Vocês também ficam ou ficavam imaginando como será (seria) o dia do casamento? Nossa! Desde que 2011 chegou, quando alguém pergunta a data e respondemos, eles devolvem: tá chegando! Pronto, com isso a noiva está achando que é amanhã (rs) e por isso, passa e repassa na cabeça dela como deve ser cada minuto do dia, da hora em que acordar até o momento em que for dormir abraçada como o finalmente, marido.

Aliás, vocês leram o post abaixo que o noivo escreveu para a noiva? Muito amor minha gente! Preciso dizer que foi emocionante? Quando ele disse que havia escrito um post para mim, imaginei mil coisas, mas, nem chegaram perto de que como ele realmente ficou. Felicidade é pouco para descrever o sentimento que tomou conta de mim ao ler. Agora, o noivo vai me cobrar ainda mais o post sobre ele. E eu vou contar um segredo. O post tá mais do que pronto, mas, eu ainda quero esperar um momento especial para coloca-lo aqui.

Também devo dizer a vocês que sumi um pouco devido a um acontecimento bem chato. Na terça-feira da semana passada, meu pai, minha madrasta e uma das minhas irmãs sofreram um acidente de carro. Eles estavam indo viajar e com muita chuva meu pai perdeu o controle da direção e o carro acabou rodando na pista e capotando umas três vezes. Foi um susto muito grande! Felizmente, estão bem. E digo, por um milagre de Deus. Quem visse o carro jamais imaginaria que os três estivessem vivos.

Meu pai quebrou um dedo. Minha irmã ficou dolorida e com alguns roxos e arranhões. Minha madrasta foi a que mais sofreu. Além de um corte grande na cabeça, teve uma fratura em um dos ligamentos do pescoço. Ela está hospitalizada, não corre risco de morte, mas tem sido bem cansativo a rotina do hospital. Fiquei alguns dias sem trabalhar para ajudar e tenho ficado lá sempre que posso. Estamos aguardando a data para a cirurgia e temos fé de que tudo irá dar certo.

Se eu der uma sumidinha é o cansaço! Me desculpem. Mas, não deixem de aparecer. Semana que vem prometo atualizar com mais frequência. Temos novidades!

Escrito por Jana às 10h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico